Aula 8 - A Coleta de Dados

A importância da coleta de dados

A principal razão para a coleta de dados sistemática é o rigor científico. A revisão sistemática propriamente dita será baseada nos dados coletados nesta etapa. Sua sistematização é importante para evitar vieses e para conferir reprodutibilidade à revisão.

Além disso, é nessa etapa que serão identificadas as informações que faltam ou que não estão suficientemente descritas na publicação. Dessa forma é possível saber quais perguntas fazer aos autores para melhorar a qualidade da revisão sistemática.

A coleta de dados é feita por meio de formulários padronizados, sejam eles eletrônicos ou manuais.
Estes formulários são os mesmos apresentados no projeto de revisão sistemática (aula 6 - Elaboração do Projeto de Revisão Sistemática). A escolha entre formulários eletrônicos ou manuais vai depender da facilidade de uso pelos revisores envolvidos.

O uso do formulário manual tem a vantagem de dispensar o computador. No entanto, em algum momento será necessário tabular os dados coletados em formulários eletrônicos que se encontram no aplicativo RevMan ou em alguma outra planilha eletrônica. O uso do RevMan tem a vantagem de tabular os dados no formulário definitivo.

Os componentes fundamentais a serem coletados são:

a) informações sobre os estudos (referências);

b) informações sobre os revisores (quem está fazendo a coleta de dados);

c) características do estudo (método, participantes, intervenção, desfechos e resultados).

Cada um desses componentes é coletado de forma padronizada. Os revisores costumam fazer uma reunião prévia na qual definem as instruções para a coleta de dados e conduzem um teste piloto para determinar a exeqüibilidade do preenchimento dos formulários propostos.

Como em qualquer pesquisa, os dados coletados devem ser armazenados com segurança, havendo mais de uma cópia em lugares diferentes.

A coleta de dados mascarada não é uma regra, podendo ser usada ou não. Devido a dificuldades logísticas e à falta de provas de que o mascaramento evita vieses, esse procedimento não é uma rotina (Oxman, 1996).

Ao final da tabulação de cada estudo, ou de todos, uma reunião de consenso é promovida a fim de comparar os dados coletados. Em caso de discordâncias identificadas, os revisores devem apresentar o local do estudo no qual foram coletadas as informações. Na tabulação dos dados definitivos no RevMan é necessária a verificação para evitar erros de digitação.


Figura 8.1 - Formulário do RevMan para as características dos estudos incluídos

Figura 8.1 Formulário do RevMan para as características dos estudos incluídos

 

Item anterior
Próximo item
© Copyright 2001 Todos os direitos reservados - Laboratório de Ensino a Distância - LED-DIS - UNIFESP