Pág. 01/01

Tutorial para Cursos a Distância

Home
Vídeo
Som
Animação
EditorHTML
Links


Imagens digitais

1. Introdução
2. Tipos de imagem
    a. Bitmap
     b. Vetorial
3. Bitmap - Características
4. Vetorial - Características
5. Bitmap - Vantagens x Desvantagens
6. Vetorial - Vantagens x Desvantagens
7. Compatibilidade
8. Programas de Desenho
9. Formato de imagens bitmap
10. Scanner e câmeras digitais

1.Introdução

É imprescindível que um site na Internet contenha, pelo menos, uma figura ilustrativa ou mais por página. A importância pedagógica, de marketing e estética das imagens no ambiente da Internet é observada na frase "uma figura fala mais que mil palavras". Em contrapartida, é fundamental que as figuras tenham tamanho pequeno, para que não demorem ao serem carregadas e visualizadas.

As imagens digitais podem ser divididas em dois grupos:

    Bitmaps

    • Preenchem cada pixel para formar uma figura. 

    Vetoriais

    • As figuras são geradas matematicamente através de fórmulas.
    • Tem como característica a capacidade de ser apagadas ou redimensionadas sem perder resolução.

2. Tipos de Imagem 

    2a. Bitmap - Definição
    A imagem é dividida nos pontos de uma matriz. Cada ponto é gravado com seu valor particular de luminosidade e cor formando um mapa (map) dos pontos (bit). Mesmo as áreas sem desenho (fundo) fazem parte do arquivo.
    Observe o exemplo abaixo. O exemplo à esquerda representa a figura original (o fundo branco faz parte da figura e não pode ser retirado, apenas modificado). Veja o exemplo à direita, é a representação de uma figura bitmap trabalhada com a mesma cor do fundo desta página.

    2b. Vetorial - Definição
    A palavra "vetor" refere-se a uma linha, mas a representação vetorial descreve um desenho como uma série de linhas e formas. Possui algumas regiões preenchidas com cor sólida ou sombreada. Os arquivos vetoriais podem ser escritos em ASCII em um processador de textos.

3. Bitmap - Características
Trabalha as imagens com variações complexas de cores, tons ou formas, como fotos, gravuras ou imagens digitalizadas de vídeo, câmeras fotográficas digitais ou escaneadas.

4. Vetorial - Características
Trabalha os desenhos em linhas com formas geométricas simples e fórmulas matemáticas. Gráficos e ilustrações a mão livre, imagens em 2D e 3D. Vide exemplos abaixo:
 

Vantagens

  • Qualquer imagem pode ser gravada em bitmap.
  • Possui recursos de fácil manipulação e tratamento (efeitos especiais).

Desvantagens

  • As imagens em bitmap de alta resolução geram arquivos de tamanho muito grande.
  • O tamanho da imagem, quando alterado, pode perder resolução e qualidade.
  • Para a manipulação e o tratamento é necessário conhecimento mínimo de computação gráfica.

6. Vetorial

Vantagens

  • O tamanho do arquivo é menor pois é gravado em ASCII.
  • É escalonável sem perda de resolução.
  • Possui recursos de fácil manipulação e tratamento.

Desvantagens

  • Necessitam de tempo de processamento para codificar / decodificar / renderizar.
  • Para a sua manipulação e tratamento é necessário um mínimo de destreza manual.


7. Compatibilidade

  • Quem lê o que ?
    • A maioria dos programas do Windows pode ler, importar, exportar ou converter formatos do tipo Bitmap.
    • Os arquivos vetoriais precisam converter-se ao formato Bitmap para serem reconhecidos pelos programas do Windows; uma vez convertidos não podem mais ser trabalhados como vetores, portanto, tenha sempre duas versões do mesmo arquivo - uma em Bitmap e outra em vetorial.

8. Programas de Desenho
Programas específicos para desenho livre (vetorial) mas que também trabalham formatos Bitmaps: Paint Brush, PhotoStyler, Corel Draw, Adobe Photo Shop.

9. Tipos de formato de imagens bitmap (os principais):

  • TIF: é o maior em tamanho e o melhor em qualidade de imagem. É o formato ideal para o tratamento de imagem antes de ser convertida para qualquer formato. Não perde resolução quando o tamanho original da imagem é alterado.
  • BMP: é o formato mais comum. Todos os programas gráficos, tanto os mais simples quanto os profissionais conseguem abrir e ler este formato.
  • GIF: formato especial para trabalhar no ambiente da Internet. Tem como vantagem não perder qualidade da imagem quando alterado o seu tamanho original. São arquivos que ocupam um pequeno espaço no computador, sendo perfeitos para o desenvolvimento de páginas para Internet.
  • JPG: formato especial para trabalhar no ambiente da Internet. Tem como desvantagem perder muito a qualidade da imagem quando alterado o seu tamanho original. São arquivos que ocupam um pequeno espaço e, as vezes, podem ser menores do que o formato GIF. São perfeitos para o desenvolvimento de páginas para Internet.

10. Scanner e câmera digitais

Tecnicamente, a imagem proveniente de um scanner constitui uma série de pontos armazenados sob a forma de linhas e colunas, onde cada ponto representa a intensidade luminosa recebida pelo scanner.

Em outras palavras, um scanner é capaz  de transformar uma imagem de livro, uma foto, um RX, um diapositivo (slide), em uma imagem digital. Em alguns casos, é necessário que o scanner possua uma tampa especial para captar certas imagens, como RX e slide.

Há, entretanto, casos em que as fotos desejadas não podem ser encontradas prontas na forma de arquivos. Para isto é preciso que a foto seja digitalizada, ou seja, transformada em um arquivo gráfico. Até pouco tempo atrás, a forma mais comum de fazer isto era através de um scanner. Podemos entretanto obter a foto diretamente na forma de um arquivo gráfico, usando uma câmera digital. Fotografamos as imagens desejadas, transferimos os arquivos resultantes para o PC, e podemos então fazer a sua inserção em documentos gerados por editores, processadores de texto e programas para editoração eletrônica em geral. Mesmo levando em conta o custo mais elevado, a fotografia digital é vantajosa quando o objetivo principal for colocar as fotos dentro do computador.

_________________________________________________________
Laboratório de Ensino a Distância - LED-DIS
Departamento de Informática em Saúde - UNIFESP