UNIFESP

 

Intolerância à
Lactose

Diagnóstico

Tratamento

Referências e
Links

Créditos

 

Não há tratamento para aumentar a capacidade de produzir lactase, mas os sintomas podem ser controlados pela dieta. Nos casos em que o leite é essencial, como nos recém-nascidos com as formas congênita ou secundária da doença, a opção é o uso de leite de soja, que não tem lactose. Mas a maioria dos jovens e adultos não precisa evitar a lactose completamente. As pessoas possuem diferentes níveis de intolerância à lactose.

O controle da dieta para as pessoas intolerantes depende de se experimentar os limites que cada um suporta, usando a tentativa e erro. Para aquelas pessoas que reagem a pouca quantidade de lactose, é possível encontrar no mercado leite cuja lactose foi hidrolisada (quebrada) industrialmente. Já existe no mercado brasileiro leite UHT hidrolisado, ou com baixo teor de lactose, sendo produzido por diversas empresas. Este tipo de leite é semelhante ao leite UHT, com sabor normal, contendo todos os nutrientes do leite, apesar de ser um pouco mais doce. Já existe também o leite hidrolisado em pó. Curiosamente, os iogurtes, mesmo quando ingeridos em grande quantidade, não causam sintomas, já que as bactérias presentes nas suas fórmulas (lactobacilos) produzem lactase suficiente para a digestão da lactose.

As pessoas com intolerância à lactose não necessitam de uma dieta extremamente rigorosa, basta que se tenha alguns cuidados básicos sobre o que se deve comer. Se os sintomas forem devidos só à não digestão da lactose: substituição do leite por iogurtes e queijo e/ou a ingestão de cápsulas de lactase podem resolver o problema.

 

Alimentos Proibidos

Leite de vaca, queijos, manteiga, requeijão e demais derivados de leite;
Preparações à base de leite (bolo, pudins, cremes, entre outros...);
Bolachas, biscoitos que possuem leite em sua composição.

 

Alimentos Permitidos

Carnes em geral;
Margarina, geléias;
Todas as leguminosas (feijão, vagem, lentilha...);
Arroz e cereais em geral;
Todas as verduras e legumes;
Leite de soja e de arroz, queijo tipo tofu;
Pães e bolachas que não contenham leite em sua composição.

 

DEVE-SE RESSALTAR QUE ESTA ORIENTAÇÃO DIETÉTICA NÃO SUBSTITUI O ACOMPANHAMENTO PELO MÉDICO